Skip to Store Area:

Cinemateca Russica

Dvd Cinemateca Sylvio Back - Volume 1, Box com 6 filmes -- 1971-1999 --  preço inclui Frete Brasil

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

Dvd Cinemateca Sylvio Back - Volume 1, Box com 6 filmes -- 1971-1999 -- preço inclui Frete Brasil

Enviar para um amigo

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$99,00
Acrescentar itens ao carrinho Adicionar ao Carrinho

Descrição Rápida

Cinemateca Sylvio Back   -- Volume 1   Box com 6 filmes em 3 Dvds

Direção: Sylvio Back

Elenco:

Carlos Vereza, Danielle Ornelas, Jofre Soares, Kadu Carneiro, Lea Garcia, Lílian Lemmertz, Maria Ceiça, Mirian Pires, Selma Egrei, Stênio Garcia, Sérgio Hingst, Átila Iório

Audio em Português    --   Legendas em Inglês

Colorido e Preto e Branco, 526 minutos, Fullscreen 1.33, Região Todas, Classificação 18 anos

Duração: 526 minutos   Cor: Colorido/Preto e Branco 

Extras: Programa Campus, Making of Cruz e Sousa, Trailers de Cinema, Textos, Críticas & Prêmios, Vida e Obra de Sylvio Back, 

ALELUIA, GRETCHEN (1976)

RÁDIO AURIVERDE (1991)

A GUERRA DOS PELADOS (1971)

GUERRA DO BRASIL (1987)

 CRUZ E SOUSA - O POETA DO DESTERRO (1999)

YNDIO DO BRASIL (1995)



Cinemateca Sylvio Back   Volume   1  -(6 filmes em 3 Dvds)

Direção: Sylvio Back

Elenco: Carlos Vereza, Danielle Ornelas, Jofre Soares, Kadu Carneiro, Lea Garcia, Lílian Lemmertz, Maria Ceiça, Mirian Pires, Selma Egrei, Stênio Garcia, Sérgio Hingst, Átila Iório

Audio em Português    --   Legendas em Inglês

Colorido e Preto e Branco, 526 minutos, Fullscreen 1.33, Região Todas, Classificação 18 anos

Duração: 526 minutos   Cor: Colorido/Preto e Branco 

Extras: Programa Campus, Making of Cruz e Sousa, Trailers de Cinema, Textos, Críticas & Prêmios, Vida e Obra de Sylvio Back, 

Sinopse:

Ao longo de mais de trinta anos, Sylvio Back vem realizando, através do seu cinema, um diálogo crítica desmistificador com a história oficial do Brasil. Esta coleção apresenta seis premiados filmes desse realizador notável. 

ALELUIA, GRETCHEN (1976)

Saga de uma família de imigrantes alemães que, fugindo do nazismo, vem se radicar numa cidade do Sul do Brasil, por volta de 1937. Às vésperas e durante a II Grande Guerra, membros da família se envolvem com a Quinta Coluna e o Integralismo. Nos anos 50, os Kranz são visitados por ex-oficiais da SS em trânsito para o Cone Sul.

 RÁDIO AURIVERDE (1991)

Com imagens e sons inéditos de Carmen Miranda e do Brasil na II Guerra Mundial, o filme penetra no desconhecido universo da guerra psicológica que conturbou a presença da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na Itália. Através das musicalmente alegres e debochadas transmissões de uma rádio clandestina, tema-tabu entre os pracinhas, são reveladas as tragicômicas relações entre os Estados Unidos e o Brasil durante o conflito.

A GUERRA DOS PELADOS (1971)

Outono de 1913, interior de Santa Catarina, Campanha do Contestado. A concessão de terras a uma companhia da estrada de ferro estrangeira e a ameaça de redutos messiânicos de posseiros expropriados geram um sangrento conflito. Ao pedido "coronéis", forças militares regionais e o Exército nacional intervêm. Mas, os "pelados" (assim chamados por rasparem a cabeça) se revoltam, protagonizando uma resistência igual a de Canudos.

GUERRA DO BRASIL (1987)

Entre 1864 e 1870, a América do Sul é palco do maior e mais sangrento conflito armado do século, conhecido como a "Guerra do Paraguai". Misturando realidade e ficção, o filme debate este "ensaio" da I Guerra Mundial, que envolveu Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, vitimando em torno de um milhão de pessoas.

 CRUZ E SOUSA - O POETA DO DESTERRO (1999)

Biografia do poeta brasileiro, filho de escravos, João da Cruz e Sousa (1861-1898), fundador do Simbolismo no Brasil e considerado o maior poeta negro da língua portuguesa. Através de 34 "estrofes visuais", o filme rastreia desde as arrebatadoras paixões do poeta em Florianópolis ao seu emparedamentosocial, racial e intelectual e trágico fim no Rio de Janeiro.

YNDIO DO BRASIL (1995)

Colagem de dezenas de filmes nacionais e estrangeiros - de ficção,cinejornais e documentários - revelando como o cinema vê e ouve o índio brasileiro desde quando foi filmado pela primeira vez em 1912. São imagens surpreendentes, emolduradas por músicas temáticas e poemas, que transportam o espectador a um universo idílico e preconceituoso, religioso e militarizado, cruel e mágico do nosso índio.

Acrescentar suas Tags:
Acrescentar Tags
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.